Porto Alegre, capital nacional dos produtos orgânicos

Eventos confirmam a importância da capital gaúcha na disseminação da cultura dos produtos agrícolas sem agrotóxicos e sem transgênicos.

Alimentação sem agrotóxicos é realidade na mesa dos gaúchos

Por Juarez Tosi

Porto Alegre, a partir desta semana, inscreve-se definitivamente como candidata à capital dos produtos orgânicos no Brasil. Não bastasse ter sido a sede a primeira cooperativa de produtos orgânicos (a cooperativa Coolmeia), a Feira dos Agricultores Ecologistas, há 19 anos, ininterruptamente, faça sol ou faça chuva, é referência em produtos sem agrotóxicos e sem transgênicos. A capital gaúcha está passando cinco dias de luxo em termos de alimentos orgânicos.

Mal encerraram os Seminários Internacional e Estadual sobre Agroecologia (realizados entre as últimas terça-feira e quinta-feira), já está começando um novo evento, movimentando todo um setor que cresce muito no Brasil.

A 1ª Feira de Produtos Orgânicos, Fitoterápicos e Plantas Medicinais da Região Sul do Brasil e a 1ª Feira de Fitoterápicos do Mercosul, com Mostra de Turismo Rural, Ecológico e Sustentabilidade Socioambiental, abrem nesta sexta-feira (28), às 11 horas, no Cais do Porto, zona central da cidade.

E se não bastasse tudo isso, no sábado (29) pela manhã, os consumidores poderão se abastecer nas tradicionais Feiras dos Agricultores Ecologistas da Rua José Bonifácio ou da Getúlio Vargas.

São opções para ninguém reclamar. Os seminários internacional  e estadual sobre agroecologia completaram nesta edição dez anos, tendo como tema central “O Estado da Arte da Agroecologia“. O evento, que durante três dias reuniu mais de mil participantes enfatizou, na Carta de Porto Alegre, a necessidade da criação de um Plano Nacional de Transição Agroecológica, e que as instituições de ensino coloquem maior ênfase na educação agroecológica, incorporando conteúdos, valores e princípios de sustentabilidade em todos os níveis de escolaridade.

Contato com agricultores – Esses eventos estão possibilitando que os participantes mantenham contato direto com agricultores, conhecendo as formas de cultivo sem venenos químicos ou produtos transgênicos, bem como aprendendo receitas e dicas para a alimentação saudável. A coordenadora executiva das feiras de produtos orgânicos e fitoterápicos, Vera Marsicano, mostrava-se eufórica na véspera da abertura do evento.

“Já temos mais de 50 expositores confirmados e acreditamos em um público superior a dez mil pessoas nesses três dias de feira”, enfatizou. “O evento é uma ótima oportunidade para a concretização de negócios. Estamos agendando diversos encontros de empresas, inclusive de outros estados, com produtores”.

Segundo ela, a Bionat Expo proporcionará o encontro de lideranças do setor e de pioneiros, com compradores, consumidores e formadores de opinião. “Estamos trazendo a Porto Alegre”, diz, “um evento inserido na pauta mundial, objetivando a implementação  do desenvolvimento sustentável como alternativa para um modo de vida durável. Podemos assegurar que, ao reunir diversos atores do segmento, a Bionat Expo será um encontro com real alcance e expressiva repercussão”. A entrada é livre.

Fonte: EcoAgência de Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: